CAPS Infantojuvenil e Centro de Convivência realizam Festa Junina

Junho e festa junina formam uma das melhores combinações do ano e, para fechar com chave de ouro mais este mês, o Centro de Atenção Psicossocial Infantojuvenil (CAPSi) Edivaldo dos Santos Costa e o Centro de Convivência (CECO) Vera Lúcia Magagnini Santos realizaram na manhã desta sexta-feira (29), em parceria com a Secretaria de Saúde, um divertido arraial para os atendidos e seus familiares. Veja fotos Para começar bem a manhã, os participantes puderam degustar deliciosas comidinhas típicas ao som das tradicionais canções caipiras. O jardim e a quadra do local foram decorados com bandeirinhas, balões, flores e fitas. As mesas de guloseimas ganharam lindos potinhos de pipoca em formato de milho verde, tudo para receber bem os familiares e os atendidos pelo serviço. junina2 Devidamente caracterizados para a festa, os participantes do arraial usavam vestido caipira, maria chiquinha, camisa xadrez, chapéu, terno e gravata para brincarem durante a festa. Antes que a quadrilha começasse, os presentes puderam assistir a uma divertida peça de teatro, encenada pelos próprios atendidos pelos serviços, onde uma noiva tentava encontrar seu par com a ajuda do delegado, do padre e dos convidados de seu casamento. A senhora Rosane, moradora do bairro Jardim das Colinas compareceu à festa com sua filha Camila, que frequenta o CAPS Infantojuvenil duas vezes por semana. “Sempre que tem algum evento eu venho junto para ficar perto dela. A gente se diverte bastante aqui”, comentou. Noivo e noiva preparados, casamento consumado, a plateia ansiosa...começava a quadrilha. Olha a chuva! É mentira. Nada atrapalhou a animada manhã de quem esteva brincando na festa. Depois de passarem pelo túnel e pegarem o caminho da roça, todos se reuniram para experimentar os docinhos da quermesse. Valéria Paixão, gestora do Centro de Convivência comemorou o sucesso da evento. “Foi uma das melhores atividades que já fizemos. Estava bem cheio, todo mundo comeu, brincou e todos estavam muito animados”, afirmou. Encerrando a atividade, os participantes e seus familiares dançaram forró no balancê do arraial. O CAPS Infantojuvenil é um equipamento estratégico para o atendimento de crianças e adolescentes com transtornos mentais, incluindo o TEA, que é o Transtorno do Espectro Autista. No espaço, são oferecidos serviços multidisciplinares de atenção diária e intensiva, prioritariamente para crianças e adolescentes portadores de transtornos mentais graves e persistentes. Já o Centro de Convivência (CECO) tem por objetivo promover saúde, socialização e bem-estar, por meio de trabalhos realizados em oficinas de artesanato, culinária experimental, esportes e recreação com o objetivo de fortalecer vínculos solidários, promover o desenvolvimento de potencialidades, troca de habilidades, saberes e afetos entre os frequentadores. (Texto e fotos: Luana Nascimento) Fonte: http://www.francodarocha.sp.gov.br/  

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *